17 de novembro de 2008

"Paisagem"

"Passavam pelo ar aves repentinas,
O cheiro da terra era fundo e amargo,
E ao longe as cavalgadas do mar largo,
Sacudiam na areia as suas crinas."

Sophia de Mello Breyner, in Poema "Paisagem"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sujeito a moderação de comentários.