29 de setembro de 2010

Caponata

Tenho experimentado algumas receitas divulgadas pela Io Appolloni, todas elas de influência italiana, e estou rendido aos paladares contrastados de que tanto gosto e a algum requinte - principalmente nos doces. Como normalmente partilho estas coisas à mesa, com os meus amigos(as), posso confirmar que a aceitação é surpreendente e geral.
Trago aqui um acompanhamento siciliano (que eu como simples, apenas com um copo de bom tinto) que acolitou uma tradicional bola de carne transmontana - carne de vaca e galinha. Excelente! Nunca pensei que a Sicília fizesse bem a Trás-os-Montes

Despesas
- 3 beringelas
- 1 cebola grande
- 6 tomates maduros
- 1 pimento vermelho
- 1 pimento verde
- 0,5dl de caramelo
- 0,5dl de balsâmico
- 1dl azeite
- Folhas de manjericão a gosto
- sal
- pimenta
Facultativo
- azeitonas pretas sem caroço
- azeitonas verdes sem caroço
- alcaparras



Eu usei açúcar amarelo em vez de caramelo e só utilizei azeitonas pretas pois não tinha verdes em casa. 
Comece por descascar as beringelas. Corte-as aos cubos e ponha-as num passador com sal. Deixe repousar pelos menos durante 30 minutos, enquanto prepara o resto, e vai ver o liquido que sai. Com esse liquido sairá também o seu gosto amargo...
Prepare todos os outros ingredientes pelando e limpando os tomates - corte-os aos cubos, limpando e cortando os pimentos em tiras, cortando a cebola em rodelas finas... 
Descaroce e corte ao meio as azeitonas (uma generosa mão cheia) e reserve as alcaparras; eu optei por acrescentar duas colheres de sopa de alcaparras de conserva previamente apertadas em papel absorvente de cozinha, para que escorram o vinagre.
Numa frigideira grande prepare o refogado com o azeite e a cebola. Junte os tomates. Tape a frigideira e deixe ficar em lume médio 10 minutos. Vigie...
Agarre nas beringelas com as mãos e aperte-as um pouco de modo a facilitar a saída da  água do fruto (a beringela é um fruto!). Coloque-as na frigideira, juntamente com os pimentos.
Deixar cozer em lume forte, sem tapar. Vá virando de vez em quando para não pegar. No fim, junte o açúcar e depois o balsâmico. Prove de sal e pimenta.
Junte as folhas de manjericão esfarripadas, as azeitonas e as alcaparras. Dê-lhe uma volta; está pronto!
Pode comer morno ou frio. Acompanha bem carnes.

26 de setembro de 2010

Dinah Washington - It's Magic

Album "What A Diff'rence A Day Makes!"




Dinah Washington, nascida Ruth Lee Jones em Tuscaloosa, Alabama, EUA, em 29 de Agosto de 1924. Morreu nova a 14 de Dezembro de 1963, depois de ter casado 8 vezes e se ter divorciado 7.

22 de setembro de 2010

Rolinhos Primavera

Rolinhos feitos com massa Brick e com um recheio de espargos, presunto e parmesão.
Utilize apenas um folha de massa por rolo. Coza previamente os espargos em água e sal (ou ao vapor) por apenas 4 minutos. Prepare algumas aparas finas de presunto e parmesão e bata um pouco de natas. 
Centre três espargos em cada folha de massa Brick e acrescente, a gosto, presunto e parmesão; Cubra com uma colher de chá de natas batidas (ou em alternativa uma noz de manteiga) e umas gotas de balsâmico. Pode temperar com pimenta de moinho mas, quanto ao sal, tenha em atenção o sabor do presunto; talvez não necessite...
Dobre os lados da massa sobre o recheio e enrole; sele o rolinho pincelando com gema de ovo dissolvida num pouco de água. Pincele também por cima e leve ao forno a 180ºC até estarem dourados e estaladiços. Sirva de imediato; a massa brick endurece depois de arrefecer pelo que deve assegurar-se que são servidos logo que saem do forno.
Dá uma excelente entrada.
N.B. Para trabalhar melhor a massa brick pincele-a previamente com água.

13 de setembro de 2010

Mousse de queijo Roquefort (ou Gorgonzola) com gelatina doce de pimento.

Para quem é apreciador de queijo e de pimentos esta é uma 
improvável 
extraordi
nária
 combinação de paladares. 
Tentei fazer esta receita com gorgonzola mas as embalagens que encontrei no mercado eram demasiado grandes para as minhas necessidades; por esse motivo e porque a receita não podia aguardar, resolvi avançar com queijo roquefort e ficou igualmente saboroso. O sabor intenso do queijo é suavizado pelo contraste da gelatina 
doce 
de pimento, o que nos permite abusar um pouco mais das tostas com roquefort e resulta numa entrada surpreendentemente agradável para um dia especial.
Gelatina de Pimento
4 pimentos vermelhos assados e limpos
1 copo de açúcar (2,5dl)
1 copo de vinagre de maçã (2,5dl)
2,5 dl de água
4 fls de gelatina
Tire a pele e as sementes dos pimentos assados, lave-os e escorra-os bem da água. Passe-os no liquidificador. Junte o vinagre, o açúcar e o pimento (já processado) leve ao fogo médio até “fazer estrada” e ficar com a consistência de doce.
Junte a gelatina previamente amolecida e dissolvida na água quente. Deixe ferver por cinco minutos mexendo sempre. Deixe arrefecer e reserve no frio.

Mousse de Roquefort
1 embalagem de natas 200g
1 dl de leite
1dl de água morna (para dissolver a gelatina)
½ cubo de caldo de galinha
300 gramas de queijo Roquefort ou Gorgonzola
Sal e pimenta a gosto (cuidado! o queijo já é forte q.b.)
5 folhas de gelatina
Dissolva o caldo de galinha num pouco de leite morno e bata todos os ingredientes da mousse no liquidificador, com excepção da água em que vai dissolver a gelatina previamente amolecida. Depois de tudo batido junte a gelatina dissolvida e misture bem. Vai ao frigorífico, de preferência de um dia para o outro, numa forma untada com azeite.
Desenforme e enfeite com a gelatina de pimento o que pode fazer  com uma pequena colher. Sirva com mini tostas.


Acrílico sobre tela 70 X 70cm;  2010.