22 de abril de 2011

Strogonoff (stroganoff, estrogonofe) de peito de frango com farfalle e pesto genovês

строганов, stroganov, no original é feito com carne de vaca. Esta versão em peito de frango, simples e económica,  não desmerece e pode ser enriquecida a compasso da sua imaginação.
Desta vez resolvi fazer um pacto russo-italiano e juntei um strogonoff de peito de frango a uma massa farfalle com pesto genovês. Devo confessar que gosto muito de massas italianas com pesto fresco mesmo que se comidas simples, sem mais nada, como é uso em Itália como primo piatto. Com o strogonoff também vai bem.


Strogonoff
2 peitos de frango
1 cebola
1 dente de alho
1 lata de pequena de champignons
2 embalagens de natas
0,5dl de azeite
2 colheres de concentrado de tomate
1 folha de louro
uma colher de chá de mostarda
um gole de molho inglês
sal, pimenta e noz-mosca q.b.

Cortar o peito de frango em bocados pequenos ou às tiras.
Cortar a cebola em juliana. Picar o alho.
Fazer um fundo de cebola, alho e a folha de louro a que, estando cozida, se juntam os bocados de frango. Deixar cozinhar até o frango estar cozido. Juntar os champignons e deixar cozinhar um pouco mais. Temperar com sal pimenta e noz-moscada.
Juntar as natas o molho inglês e a mostarda. Juntar também o concentrado de tomate. Deixar levantar fervura. Mexer bem e rectificar temperos.
Pesto Genovês
Manjericão (Ocimum basilicum) - 50 gramas de folhas de manjericão o mais fresco possível
Queijo ralado - 1 colher de sopa de Parmigiano Reggiano e 1 de Pecorino (ovelha curado; não havendo passa a 2 de Parmigiano)
Azeite extra virgem - ½ copo
Alho - 2 dentes
Pinhões - 2 colheres de sopa
Sal – um pitada

20 de abril de 2011

Coisas do dia seguinte

Patrick Watson está amanhã no Teatro Académico Gil Vicente 

Patrick Watson - Close To Paradise
The Great Escape


lá iremos...

14 de abril de 2011

Semifrio de queijo fresco batido

Base
175g de bolacha Maria
75g de manteiga sem sal amolecida
50g de chocolate meio amargo em pedaços
50g de chocolate ao leite em pedaços 

Semifrio
500g de queijo fresco batido
6 folhas de gelatina
0,5lt de natas
50g de açúcar em pó
250g de açúcar granulado
sumo de ½ limão

Partir grosseiramente as bolachas e misturar bem com a manteiga. Acrescentar os pedaços de chocolate e envolver tudo.
Com esta mistura fazer uma base num aro de 24cm colocado sobre um prato e reservar no frio.

Demolhar a gelatina. Derretê-la em lume brando no sumo de limão e deixar arrefecer.

Misturar bem o queijo com o açúcar granulado.

Bater as natas bem frias com o açúcar em pó.

Incorporar a gelatina no queijo. Esperar um pouco até encorpar. Envolver as natas no queijo delicadamente com uma colher.

Deitar o preparado para dentro do aro e levá-lo ao frigorífico durante umas horas até estar bem consistente.

Para desenformar, passar um pano por água quente. Colocar à volta do aro, aguentar o pano com as mãos e o aro sairá facilmente. Se ainda assim não sair, passar com uma faca demolhada.

Servir com um molho de frutas silvestres, compota ou geleia.



Molho de frutos silvestres
400g frutos silvestres
80g de açúcar
0,3dl de água

Fazer um ponto de açúcar a 113ºC e juntar 300g de frutos reduzindo tudo com a varinha mágica. Deixar arrefecer um pouco e envolver no molho os restantes 100g de frutos silvestres. Guardar no frio e quando estiver com a consistência adequada, cobrir o semifrio.
Receita adaptada do Semifrio da Io Appolloni

12 de abril de 2011

A criança e a galinha

Sempre achei que a nobre história da criança e da galinha estava mal contada!

8 de abril de 2011

Coisas do dia seguinte

Duke Ellington & John Coltrane
In a sentimental mood
Gravado originalmente por "Duke Ellington and His Orchestra", a 30 de Abril de 1935, com Otto "Toby" Hardwick no saxofone alto, entrou para 14º lugar na tabela de vendas. Foi um grande sucesso nos 30's e conheceu, nos anos seguintes, outras versões como a de "Benny Goodman and His Orchestra" e a de "Mills Blues Rhythm Band", ambas de 1936.

7 de abril de 2011

6 de abril de 2011

Tarte de Atum


Uma tarte cujo sabor excede as expectativas. Com um paladar suave a atum e limão, pode servir de refeição principal ou como uma boa entrada quente com uma salada variada.
Ingredientes para 4-6 pessoas
1 base de massa folhada pronta ou caseira
1 lata de atum em óleo grande (385g peso liq.)
1 noz de manteiga
1 fio de azeite
1 cebola picada
1 alho francês cortado em juliana
1 colher (sopa) de farinha
1,5dl de leite
1,5dl de natas
3 ovos 
2 colher (sopa) de salsa picada
sumo de 1/2 limão
sal e pimenta q.b.
Preparação
Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Forrar uma tarteira com uma folha de papel vegetal e a base de massa folhada. Reservar.
Deixar o atum a escorrer meia hora antes.  Separar em lascas com o auxílio de um garfo. Reservar.
Refogar a cebola num fio de azeite, sem alourar. Juntar o alho francês e temperar com sal e pimenta. Acrescentar a noz de manteiga e deixar cozer em lume médio. Polvilhar com a farinha peneirada e envolver muito bem. Juntar o leite aos poucos, mexendo sempre até engrossar e ganhar volume. Retirar do lume.
Adicionar o atum ao preparado e envolver de novo. Polvilhar com a salsa e juntar o sumo de limão. Envolver bem e juntar as natas onde previamente se misturaram as três gemas de ovos. Envolver tudo muito bem e rectificar temperos.
Bater as claras em castelo e incorporar delicadamente ao preparado, sem bater.
Encher a base de massa folhada com o recheio de atum e levar ao forno, a 180ºC, por aproximadamente 30 minutos.

Servir a tarte quente ou morna, acompanhando com salada.

3 de abril de 2011

Serviço Público

A RTP1 abriu hoje o Jornal da Tarde com um espaço dedicado ao jogo Benfica-Porto que se vai realizar logo à noite. 
Duração da peça: 18 (dezoito) minutos.
Parece que o país acha isto bem.