18 de janeiro de 2012

Chocos sulistas

Resolvi não lhes chamar chocos à algarvia porque há muitos anos que não respeito a receita original. São confeccionados de forma quase idêntica e, para o meu gosto, ficam mais saborosos.

1kg de chocos pequenos
2dl de azeite
0,5dl de brandy
6 dentes grandes de alho
2 folhas de louro
sal e pimenta
  
Limpe bem os chocos, que devem ser pequenos, retirando-lhes a tinta.
Tempere-os com os alhos laminados, o louro, o sal, a pimenta e finalmente regue-os com o brandy. Reserve por uma hora.
Numa caçarola com tampa deite o azeite e os chocos com todo o seu tempero. Leve ao lume bem tapado e deixe cozinhar em lume médio.
Quando os chocos ganharem cor, prove e rectifique de sal e pimenta. Deixe cozinhar tapado, em lume brando, até o azeite se apresentar limpo, com o aspecto que tinha na garrafa, e os chocos estarem tenros.
Acompanhe com batata cozida ou puré e salada variada.

Se os chocos não forem pequenos não é a mesma coisa; mas pode fazer na mesma cortando-os em pedaços. 

11 de janeiro de 2012

Croquetes de alheira de caça

É muito simples e muito bom!
1 alheira de caça (dá 5 a 6 croquetes)
1 ovo batido
pão ralado
óleo de amendoim para fritar


Deixe a alheira à temperatura ambiente durante uma hora. Retire-lhe a pele (faça um corte longitudinal na pele e puxe) e corte-a em pedaços iguais.
Passe um pouco de farinha nas mãos e faça uma bola com cada um dos pedaços da alheira, rolando-o entre a palma das mãos.
Passe as bolas de alheira por ovo e depois por pão ralado.
Frite-as em óleo abundante, fazendo-as rodar até estarem  ligeiramente tostadas e com cor uniforme.
Sirva ainda quente.

2 de janeiro de 2012

Merengue de amoras e mel


Baseado numa excelente receita de Jamie Oliver para 8 pessoas.

4 claras de ovos grandes
200g de açúcar
uma pitada de sal marinho
150g de favos de mel
300ml de natas inteiras
sementes raspadas de uma vagem de baunilha cortada longitudinalmente
300ml de crème fraîche
300g de amoras
duas colheres de sopa bem cheias de mel liquido
50g de amêndoas fatiadas tostadas

Pré-aqueça o forno a 150° C.
Forre um tabuleiro de 40x25 cm com papel vegetal.
Coloque as claras dos ovos numa tigela bem seca e bata-as em castelo firme. Continue a bater e junte aos poucos o açúcar e depois o sal. Ponha a batedeira na velocidade máxima, batendo cerca de sete minutos mais até que a mistura do merengue fique branca e brilhante. Parta em pedaços a maior parte do favo de mel e misture no merengue.
Ponha um pingo de merengue em cada canto do papel vegetal e vire-o para o colar ao tabuleiro. Verta o merengue no tabuleiro e com as costas da colher alise-o até ficar espalhado por todo o tabuleiro. Leve ao forno pré-aquecido por uma hora ou até ficar crocante por cima e macio e pegajoso no interior. Deixe arrefecer. Depois de frio parta o merengue em pedaços grandes com as mãos e transfira metade para um prato bonito e fundo ou travessa. Reserve o restante.
Bata as natas com as sementes de baunilha até formar picos moles e lisos, depois misture com o crème fraîche.
À parte, use um garfo para esmagar 100g de amoras com o mel e em seguida verta sobre a mistura das natas e dê três voltas com a colher para que fique mal misturado. Com esse creme cubra a metade do merengue já frio e espalhe por cima o resto do favo de mel o resto do merengue, as amoras, as amêndoas torradas e sirva. Uma delícia!
Nota: Se não conseguir arranjar o favo de mel pode fazer na mesma que fica bem. Uma boa sugestão é espalhar uma colher de mel sobre o merengue 15 minutos após tê-lo colocado no forno. O resultado final é ficar com mel caramelizado misturado com o merengue o que, não sendo a mesma coisa que o favo, atenua a sua falta.