23 de janeiro de 2013

RINS DE VITELA COM MOSTARDA


O rim de vitela pode ser um bom petisco. Sei de quem não aprecie rim e que se tenha rendido a esta forma de o confeccionar. Tomei por base uma receita antiga de Maria de Lourdes Modesto e procedi a alguns pequenos ajustamentos que julgo que a actualizaram. Segundo ela - e é também a minha opinião - esta proposta pode transformar-se num prato requintado se servido dentro de uma coroa de arroz de ervilhas. 

Desta vez acompanhei com arroz de cenoura (que também liga muito bem), grelos cozidos e temperados com azeite de alho e uma colher de chutney de manga. Delicioso.



Para 4-6 pessoas

2 rins de vitela (médios)
3 colheres de sopa de manteiga
0,75dl  de aguardente velha
1,5dl  de natas
1 colher de sopa de mostarda
Sumo de limão
Uma mão cheia de sultanas
Sal e pimenta

Os rins devem ser abertos e cuidadosamente limpos retirando toda a gordura e os veios, procurando não os desfazer. Corte-os longitudinalmente em fatias finas. Tempere-os com um pouco de sal, pimenta e sumo de limão e reserve por 10 minutos. Escorra-os se necessário e reserve o escorrido.

Derreta a manteiga numa frigideira e salteie os rins cortados. Estando tenros junte o sumo de limão que tenha escorrido, as sultanas e deixe secar um pouco por mais 1 minuto.
Regue-os com a aguardente, previamente aquecida, e puxe fogo.
Agite a frigideira até a chama desaparecer por completo e junte as natas.
Mantenha em lume brando durante mais um pouco, misture tudo muito bem e, por fim, tempere com mostarda e corrija temperos.


16 de janeiro de 2013

Balanço

Novo ano!  Altura de fazer um breve balanço porque a memória é uma companheira ingrata.



13 de janeiro de 2013

Coisas do dia seguinte


 "Volver a los 17
1987 - Mercedes Sosa (1935-2009), Milton Nascimento, Gal Costa, Caetano Veloso e Chico Buarque de Hollanda.

11 de janeiro de 2013

Aletria




Para 6-8 pessoas

150 g de aletria
800 ml de leite
200 ml de natas
280 g de açúcar
Casca de ½ limão
1 pau de canela
6 gemas
50 g de manteiga
Sal
Canela em pó

Solte a aletria com as mãos, para que coza por igual e leve ao lume em água a ferver com uma pitada de sal. Deixe ferver por 5 minutos.
Entretanto, leve um tacho ao lume com o leite, as natas, o açúcar, a casca de limão, o pau de canela e mantenha a fervilhar.
Logo que a aletria esteja cozida retire do lume e escorra muito bem retirando toda a água. Junte a aletria cozida ao leite e deixe fervilhar durante 5 a 8 minutos mexendo um pouco.
Coloque as gemas numa taça e envolva-as bem com um pouco de leite que retirou do tacho.
Retire o tacho do lume e junte as gemas em fio mexendo sempre. Leve novamente ao lume mexendo sempre durante 2 minutos para cozer as gemas. Tire do lume.
Retire o pau de canela e a casca de limão, junte a manteiga e mexa até estar completamente envolvida. Está pronta.

Colocar a aletria numa travessa. Estando fria enfeite com canela em pó. 

3 de janeiro de 2013

Exposição de Pintura

As Idades do Mar


Figura de Branco, Biarritz, 1906
Óleo sobre tela 63 x 91,5 cm Museo Sorolla, Madrid
Joaquín SOROLLA BASTIDA (1863-1923)



As Idades do Mar  - Exposição de pintura no Museu Calouste Gulbenkian que termina já no próximo dia 27 de Janeiro. Uma centena de obras de autores dos Sécs. XVI ao XX com o apoio excepcional de Museu d'Orsay.




Boralá!