25 de março de 2013

Bacalhau do senhor prior

Não sei qual é a origem deste modo de confeccionar bacalhau mas, para um indefectível do bacalhau como eu, todas as formas de abordagem - mesmos as mais simples, como esta - são uma boa oportunidade para a degustação e o deleite. 


A confecção conhecida do "bacalhau à senhor prior" recomenda uma cozedura breve do bacalhau. Resolvi corromper a tradição optando por assar o bacalhau. Assadura breve, sem deixar secar a posta e que a lasca se solte facilmente. Acho que fica ainda mais saboroso...


Avalie a fome dos comensais e, em ultima análise, considere uma posta de bacalhau por pessoa. Se lhe der jeito, escolha as postas que vai assar misturando bacalhau do alto (posta do lombo) com postas mais pobres - abas e rabo. Assim sempre poupa alguma coisa e, como vai ser lascado, passa muito bem.


Vamos a contas (anda por aí muita gente que não as sabe fazer).

Para 4 comedores

4 postas de bacalhau demolhado
1kg de batatas
4 dentes de alho
3 dl de azeite
5 ovos
3 pés de salsa
12 azeitonas descaroçadas
Sal e pimenta de moinho




Asse o bacalhau e lasque-o retirando as espinhas.
Coza as batatas com casca e 2 ovos.
Pele as batatas e corte-as às rodelas grossas.
Descasque e corte os ovos cozidos às rodelas e as azeitonas ao meio.
Numa taça bata ligeiramente os 3 ovos restantes com uma pitada de sal e pimenta de moinho. Reserve.
Lamine os alhos e junte o azeite. Leve ao lume para alourar ligeiramente o alho e ganhar o aroma.
Prepare uma assadeira para ir ao forno preaquecido a 180ºC.


Comece por colocar no fundo da assadeira, em camada, metade das rodelas de batata. Cubra com o bacalhau lascado e regue com metade do azeite com alho. Cubra o bacalhau com as restantes batatas e regue com o resto do azeite com alho. Leve ao forno por 10 minutos. 

Aproveite para picar a salsa.
Ao fim de 10 minutos retire do forno e regue por cima com os ovos batidos. Volte a colocar no forno por mais 10 minutos.
Retire do forno, enfeite com as rodelas de ovo, as azeitonas e a salsa picada.


Delicie-se e esqueça o país (por uns momentos).

15 de março de 2013

Caçarola de Goraz

Gosto muito de peixe e procuro variar na forma de o cozinhar. Esta espécie de caldeirada, onde se misturam legumes, peixe e eventualmente marisco, fica muito saborosa e pode transformar-se num prato requintado, dependendo da qualidade dos produtos que utilizarmos. É o tipo de confecção que dá para ser criativo e juntar mais um ou outro legume, variar nos peixes e mariscos e até nas especiarias. Boa sorte!



Para 2 pessoas

1Kg de goraz fresco cortado às postas
1Kg de mexilhão fresco ou 200g de miolo de mexilhão
1 courgette pequena
1 cenoura média
2 a 3 batatas 
1/2 pimento vermelho
1/2 litro de caldo de peixe
2 colheres de sopa de manteiga
1/2 colher de sopa de farinha
Vinho branco
Azeite, sal, pimenta, louro e sumo de limão
3 pés de salsa picada

Lave muito bem os mexilhões e coza-os (o melhor é ao vapor) com uma folha de louro até abrirem. Retire-os das cascas e corte-lhes as barbas. Reserve.
Tempere as postas do Goraz com sal e reserve.

Corte as courgettes em rodelas de 5mm, corte o pimento concassè, corte as cenouras em rodelas oblíquas, descasque as batatas e corte às rodelas de 5mm. Escalde as cenouras e as batas em água a ferver durante 3 minutos. Escorra e reserve.

No sauté, com 1 colher de manteiga e um fio de azeite azeite, salteie os legumes até alourarem. Tempere com sal e pimenta moída. Coloque no fundo de uma caçarola (ou pirex) com tampa. 

Coloque mais uma colher de manteiga no sauté e salteie rapidamente os mexilhões. Acrescente um gole de vinho branco e deixe evaporar. Junte aos legumes na caçarola.

Acrescente mais um fio de azeite ao sauté e aloure as postas do goraz até que ganhem um pouco de cor. Refresque com o sumo de limão. Coloque o goraz na caçarola por cima dos legumes, tape e reserve. 

Aproveite o sauté, acrescente um pouco mais de azeite, se necessário, e com meia colher de farinha e um pouco de caldo de peixe faça um bechamel muito muito leve. Pode acrescentar um pouco mais de caldo para que não engrosse demais e avalie, também, a quantidade de molho que quer juntar na caçarola. Rectifique os temperos.

Regue o goraz com o molho, junte a salsa picada por cima, tape e leve a caçarola a lume brando só para levantar fervura e homogeneizar paladares. Sirva de imediato.



10 de março de 2013

Strudel de Maçã

Interpretando uma receita do Chefe Luís Baena

Strudel de maçã

Para 12 pessoas

Comece pelo recheio de Brown sugar pudding

6 colheres de sopa de açúcar amarelo
150g de manteiga
100g de passas de uva
500g de maçã laminada
150g de migalhas de bolo ou palitos la reine
Sumo de limão q.b.
Canela em pó q.b.

Coloque as passas a macerar no sumo de limão.
Parta os palitos la reine em pedaços pequenos.
Derreta a manteiga e adicione o açúcar. Em lume médio, deixe cozinhar por 5 minutos.
Junte as passas de uva maceradas, juntamente com o sumo de limão e a maçã cortada em fatias finas.
Deixe ferver durante algum tempo até perder grande parte do molho e começar a caramelizar.
Quando caramelizar, e para absorver o que resta de humidade, junte as migalhas de bolo ou de palitos la reine. Envolva delicadamente e polvilhe com a canela. Deixe arrefecer.

Para a massa
500 g de farinha
250 ml de água morna
30g de óleo
2g de sal

Bata muito bem todos os ingredientes, corte ao meio e faça duas bolas. Pincele com óleo, cubra com película aderente e coloque no frio durante 1 hora.
Utilize uma das bolas que fez e estique a massa, em forma rectangular, até ficar com 3mm de espessura e coloque-a sobre um pano polvilhado com farinha. Assim vai ser mais fácil de enrolar sobre o recheio.
Recheie com o brown sugar pudding frio, a meio e ao longo do rectângulo de massa, procurando dar-lhe uma forma arredondada com a colher.
Dobre os extremos da massa sobre o recheio e cubra-o com um dos lados do rectângulo de massa. Com a ajuda do pano faça rolar o strudel sobre o outro lado da massa. Com a ajuda do pano passe-o para um tabuleiro e pincele-o com um pouco de óleo.
Leve ao forno, a 190°C, até que a massa esteja bem dourada.
Polvilhe com açúcar em pó.

Dicas: 
1. É mais fácil corta-lo com uma faca de serrilha ou uma faca eléctrica.
2. O Brown Sugar Pudding também pode ser servido simples, acompanhado com molho ou gelado de baunilha.

7 de março de 2013

Joana Vasconcelos no Palácio Nacional da Ajuda


    Para quem não foi ao Palácio de Versalhes.    


    Joana Vasconcelos - Palácio Nacional da Ajuda 

    De 23-03 a 25-08-2013
    Lisboa,
     Palácio Nacional da Ajuda - Largo da Ajuda - T. 213637095

    HORÁRIOS

    Todos os dias: das 10h00 às 19h00
    Excetuando Sábado: das 10h00 às 21h00
    Encerra à quarta-feira

    PREÇOS

    Normal – 10€
    Jovem – 5€ (dos 6 aos 18 anos)
    Sénior – 5€ (maiores de 65 anos)
    Criança – Entrada gratuita (até aos 6 anos)
    Estudante – 5€ (até aos 25 anos, mediante apresentação do cartão de estudante) Família 1 – 20€ (2 adultos + 1 criança entre os 3 e os 18 anos)
    Família 2 – 24€ (2 adultos + 2 crianças entre os 3 e os 18 anos)
    Fast Lane Adulto – 15€ (acesso prioritário)
    Fast Lane Jovem – 10€ (acesso prioritário)
    Escolas – 4€ (até ao 12o ano. 1 professor com entrada gratuita por cada 20 alunos) 
    Universidades – 4€

    Eu vou

5 de março de 2013

Bolo para o chá


É um parente do Bolo Inglês mas sem frutas cristalizadas. Neste exemplar optei por misturar amêndoas e avelãs (gosto de variar!) em partes iguais, e não me arrependi. O paladar é delicado, ora predominando a amêndoa, ora a avelã, e liga de forma superior com uma aromática chávena de chá.



300g de farinha
180g de manteiga
200g de açúcar
120g de passas sem grainha (ou sultanas)
150g de amêndoa torrada (ou avelã)
4 ovos
1 colher de sopa rasa de fermento

Prepare uma forma de bolo inglês  bem untada com manteiga e polvilhada de farinha.
Pré aqueça o forno a 200ºC.
Misture o fermento com a farinha.
Pique grosseiramente as amêndoas.
Bata o açúcar com a manteiga amolecida até ficar cremoso. Junte os ovos inteiros, um a um, e vá envolvendo. Junte a farinha com o fermento e misture bem.
Reserve uma mão cheia de frutas secas para enfeitar o bolo e acrescente o restante à massa. Envolva tudo.

Tenha em atenção que o bolo vai crescer e por isso não deve encher demasiado a forma – coloque massa até ligeiramente a cima do meio. Espalhe por cima da massa os pedaços de amêndoa e as passas que reservou.

Leve ao forno por ±40 minutos na forma preparada. Logo que esteja dourado (±20m) cubra o bolo com uma folha de papel de alumínio e passe a temperatura para 180ºC.

Depois de pronto desenforme e deixe arrefecer. Pincele o bolo com um glacê de fruta ou uma geleia.