30 de junho de 2013

Coisas do dia seguinte


The Four Aces - Love Is A Many Splendored Thing - 1955





A melhor versão de "Love is a Many Splendored Thing", musica originalmente escrita por Sammy Fain (musica) & Paul Francis Webster (letra) para o filme de 1955 do mesmo nome que adoptou o nome em português "A colina da Saudade". Filme de Henry King com William Holden e Jennifer Jones, Oscar da Academia para a melhor canção original. 

27 de junho de 2013

Brownies II

Uma excelente receita de Leonor de Sousa Bastos


Nesta receita a autora recomenda utilizar 60g de pedaços de chocolate com recheio de menta,  distribuídos uniformemente pela massa e que eu omiti. É uma receita particularmente gulosa e muito recomendável para quem gosta de bolos húmidos e que são um concentrado de chocolate. Gente gulosa, portanto... A minha pequena costela tradicionalista evitou o chocolate de menta pois pareceu-me que iria introduzir um colorido, um arabesco, de que não sinto a falta. Conclui posteriormente que fiz bem. 


125 g de manteiga
335 g de chocolate de culinária 52% de cacau
180 g de açúcar amarelo
2 g de flor de sal
3 ovos
45 g de farinha de trigo T55
90 g de avelãs tostadas e peladas
60 g de chocolate com recheio de menta

Pré-aquecer o forno a l80°C.
Untar com manteiga uma forma com cerca de 21 x 24 cm e forrá-la com papel vegetal.
Numa taça, derreter a manteiga com o chocolate, usando o micro-ondas ou colocando-a em banho-maria. Juntar o açúcar e o sal e bater bem.
Adicionar os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição.
Juntar a farinha e bater energicamente (velocidade máxima).
Picar as avelãs grosseiramente e juntar à massa, batendo bem.
Colocar a massa na forma.

Distribuir o chocolate de menta uniformemente sobre a massa, pressionando-o ligeiramente.
Cozer durante cerca de 30 minutos ou até que esteja firme, mas o centro permaneça húmido. Aconselho que vigie a partir dos 20 minutos. A superfície deve estar firme e crocante.
Retirar do forno e deixar arrefecer completamente, dentro da forma, antes de desenformar e cortar em cubos.

21 de junho de 2013

Bochechas de porco preto em vinho tinto II


Marinada
1,5kg de bochechas de porco
1 cebola grande laminada
6 dentes de alho picados
1 litro de vinho tinto reduzido a metade
15 grãos  de pimenta preta
10 cravinhos
3 paus de canela
1 colher de sopa de folhas de tomilho
...
600g de cogumelos de Paris laminados.
1,5dl de azeite virgem extra
400g de natas para o molho



Limpe as bochechas de peles e gorduras. Coloque-as numa marinada feita com todos os ingredientes e reserve de um dia para o outro.

No dia seguinte escorra muito bem as bochechas e reserve a marinada.

Num tacho grande sele as bochechas no azeite até alourarem um pouco. Junte a marinada e tape o tacho. Deixe cozer em lume muito brando até estarem bem tenras (± 1h 20m).

Estando cozidas retire as bochechas e reserve-as quentes num prato fundo ou travessa.

Salteie os cogumelos num fio de azeite, com sal e pimenta. Reserve.

Apure o caldo formado até engrossar. Retire do lume e coe por um passador fino. Recoloque o caldo ao lume e junte as de natas, corrija temperos e deixe ferver por 5 minutos. Junte os cogumelos salteados.

Cubra as bochechas com o molho de natas e cogumelos. Sirva com arroz branco ou batata doce assada e salada variada.

15 de junho de 2013

Creme de papaia

Coisas simples e boas para o verão...

Uma refrescante sobremesa de fruta de execução simples e rápida.



Compre uma papaia bem madura, limpe de sementes e descasque. Corte aos pedaços para uma taça funda e junte uma colher de sopa de sumo de limão e duas colheres de sopa de açúcar (ou, melhor, vá provando e faça a seu gosto.). Passe tudo muito bem com a varinha mágica e transfira para a taça em que vai servir. Guarde no frio.

Sirva bem frio.

11 de junho de 2013

Filetes de peixe porco com arroz do dito

A carne deste peixe, que pertence a uma família impronunciável - tetraodontiformes - é muito saborosa e garante uma textura adequada para filetes. Na compra deve solicitar-se que  preparem os filetes e aproveite também a carcaça, cabeça e espinha, pois ser-lhe-á muito útil para fazer um fumet (caldo de peixe) para o arroz, que neste caso deve ficar relativamente solto. Compre, também, uns camarões para ajudar à festa. Fica um arroz de estalo!



Filetes
4 filetes de peixe porco (dois peixes)
2 dentes de alho 
sumo de 1 limão
2 ovos ligeiramente batidos
Sal e pimenta a gosto

Lamine o alho e tempere os filetes com todos os ingredientes. Reserve por 10 minutos. Posteriormente, limpe-os muito bem com papel absorvente, passe-os por ovo e frite-os em óleo de amendoim. Escorra-os e coloque-os sobre papel absorvente.

Fumet 
1 ou 2 carcaças de peixe porco
1 dúzia de camarões
1 cebola média picada
1 dente de alho
0,5dl de azeite 
3 pés de salsa
1 alho francês pequeno
1 folha de louro
5 grãos de pimenta preta
1 gole de vinho branco seco
Água q.b.

Nota: Faça o fumet de véspera.  Pode fazer em mais quantidade e reservar no frigorífico para novas confecções. Para pratos muito ricos e mais elaborados pode substituir-se o azeite por manteiga.

Faça um puxado com o azeite, alho, cebola, alho francês e a folha de louro. Junte as carcaças e os camarões e deixe estufar. Refresque com um golo de vinho branco e deixe reduzir um pouco. Retire os camarões logo que cozidos deixando ficar apenas as cabeças.
Adicione água na quantidade necessária e deixe levantar fervura. Reduza o lume e deixe ferver cerca de 20 minutos.
Adicione os pés de salsa e desligue o lume de seguida. Deixe arrefecer completamente e retire a gordura acumulada. Filtre o caldo pelo chinês e descasque os camarões. Reserve.

Arroz
300g de arroz agulha
1 cebola média picada
2 dentes de alho picados
2 tomates médios/grandes bem maduros sem pele nem grainhas
1dl de azeite virgem
1 gole de vinho branco
500g de caldo de peixe
folhas de meio ramo de coentros picadas grosseiramente
sal a gosto
piripiri a gosto (facultativo)

Aqueça a quantidade de caldo necessária.
Num tacho, faça um fundo com o azeite, a cebola e o alho e deixe alourar ligeiramente. Junte o tomate cortado em pedaços pequenos e deixe refogar um pouco. Junte um gole de vinho branco, deixe evaporar e mexa com uma colher. Deixe refogar em lume brando para secar um pouco. Junte o arroz, envolva tudo e deixe cozinhar por três minutos mexendo regularmente. Está na altura de adicionar o caldo de peixe que deve estar bem quente. Tempere a gosto e deixe fervilhar tapado por 8 a 10 minutos. Junte então os camarões descascados e os coentros picados. Envolva tudo, tape o tacho e desligue o lume.
Enquanto frita os filetes o arroz fica pronto a servir.

9 de junho de 2013

Serralves em Festa

Aconteceu ontem e vai acontecer hoje (embora o tempo não ajude).

Entrada livre para ver e participar no vasto programa de Serralves em Festa a decorrer neste fim de semana.

Percorrer as salas ou passear pelo parque pode ser uma exclamação constante, tal o número de espectáculos, exposições, performances, música, bailado e muitas outras surpresas, para grandes e pequenos, que preenchem estas 40 horas non-stop de Serralves.









Para o ano há mais.

6 de junho de 2013

Favas com presunto


As favas não são consensuais mas, quando se gosta, gosta-se muito. Isto é, são favas contadas!

No Alentejo as favas comem-se com toucinho e são cozinhadas em banha de porco. A minha proposta é mais leve mas igualmente boa.

1 kg de favas (descascadas)
100 g de presunto fatiado
1/2 chouriço de qualidade
0,7dl de azeite
1 cebola
2 dentes de alho picados
folhas picadas de 3 hastes de hortelã ou a gosto
1/2 ramo de coentros picados



Coloque o fundo de azeite num tacho e frite ligeiramente o presunto e o chouriço cortado às rodelas. Retire as carnes depois de fritas e reserve.

Junte a cebola e os alhos picados ao azeite da fritura. Deixe alourar uns minutos e acrescente as favas, a hortelã e os coentros. Polvilhe com sal e coloque as carnes sobre as favas. Tape e deixe fervilhar por 5 minutos.

Acrescente água até à altura das favas, tape o tacho e deixe-as acabar de cozer lentamente, sem mexer.

Acompanhe de salada de alface e também pode servir um pouco de arroz branco.