29 de junho de 2011

Açorda de tomate e coentros

Em variante desenjoativa, gosto de acompanhar peixe com açorda. As receitas mais divulgadas de açorda levam o ovo final que as torna um pouco pesadas, pelo que, desta vez, virei-me para uma açorda mais leve e, se não fosse contraditório, diria fresca.
Preparei um pregado, pode ser grelhado ou frito, que foi muito bem com esta açorda. Juntando um tom verde ao prato - p.e. coentros cozidos ou salteados - fica delicioso.
Pregado com açorda de tomate e coentros


Para 5 pessoas
500g pão tipo alentejano / trigo
2 tomates médios maduros / concassé
3 dentes de alho picados
1 cebola picada
1 folha de louro 
Azeite q.b.
Sal marinho q.b.
Pimenta de moinho q.b.
1/2 ramo de Coentros ou a gosto
2 goles de vinho branco 
0,75dl polpa de tomate
1l caldo de peixe
 No dia anterior corte o pão em fatias. O pão deve estar um pouco seco.

Ferva o caldo de peixe e verta por cima do pão para ensopar.
Num tacho (de preferencia de fundo antiaderente) prepare um fundo com azeite, alho e cebola, deixe refogar um pouco e refresque com vinho branco.
Adicione a apolpa de tomate e deixe ferver.
Em lume vivo, junte o pão já ensopado e misture energicamente durante algum tempo para criar uma massa homogénea e se soltar do fundo. 
Junte o tomate concassé, tempere de sal e pimenta e misture mais um pouco. Corrija a textura da açorda a seu gosto acrescentando se necessário mais um pouco de caldo. Tenha em atenção que o tomate não deve ficar desfeito; antes deve sentir-se, quando se come, o que torna a açorda mais leve.
Retire a açorda do lume e aromatize com coentros frescos cuidadosamente lavados e picados. 

concassé - Corte em pequenos cubos. Aplica-se para o tomate pelado a que se retiraram as grainhas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sujeito a moderação de comentários.